Nossa história

Já havia um interesse antigo da Igreja Presbiteriana de Pinheiros pelo campo missionário de Cunha, e o Senhor tratou de juntar os caminhos do Missionário Lucas Freitas que à época era da Igreja Presbiteriana de Guaratinguetá, da Igreja Presbiteriana de Caçapava na figura de seu pastor Gabriel Aquino e da JMP. Preparou-se um projeto, estudou-se a viabilidade financeiro dos envolvidos e a disposição da mudança do missionário para a cidade para o início do trabalho, e finalmente em Março de 2017 o trabalho iniciou-se.

Estamos numa cidade intrincada numa das regiões mais assoladas pelo catolicismo romano do país, que é o Vale do Paraíba Histórico, interior do estado de São Paulo, onde localiza-se o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Cunha tem 294 anos e jamais conheceu em seus territórios nenhuma igreja reformada. Embora o histórico social, cultural e geográfico denote um grande desafio, ele é paradoxal, pois também aponta para uma grande oportunidade. A cidade é basicamente tomada por um catolicismo popular bem tradicionalista e por igrejas pentecostais e neopentecostais. O metodismo também é muito forte, afora isto, nenhuma outra igreja histórica conseguiu estabelecer-se na cidade. Hoje temos um ponto de congregação onde são realizadas atividades semanais de oração, escola dominical, evangelização e culto solene. Fora, aulas de violão, visitações, assistência social de diversas ordens e auxílio pastoral.

Biografia resumida do pastor

Minha conversão não se deu de forma pontual como ocorre numa boa parte dos casos. Meu engajamento inicial dentro da igreja foi na área da ação social e do cuidado com o jovem. Quanto mais eu me envolvia, mais eu sentia necessidade de ferramentar-me mais especificamente para servir melhor. Foi quando comecei a me envolver com leituras e cursos na área de missões e o impacto integral do evangelho na vida humana.

Concomitantemente, eu já estava trabalhando com a juventude da igreja e em instituições paraeclesiásticas que faziam trabalhos muito interessantes dentro de escolas públicas, auxiliando professores, pais e diretores na difícil tarefa de ajudar adolescentes e jovens a escolherem caminhos saudáveis e benéficos neste mundo contemporâneo tão complexo e destruidor de perspectivas no qual estamos hoje. Isto fez-me ir ao SEDEC em Curitiba/PR, Seminário de Desenvolvimento Comunitário do CADI Brasil – Centro de Apoio e Desenvolvimento Integral, que presta um serviço prático e acadêmico na capacitação de missionários brasileiros já há mais de 20 anos.

Durante todo o período em que estive ali, creio ter sido trabalhado de forma especial pelo Espírito Santo, que me mostrou a beleza e a força do evangelho que é o poder de Deus, e me chamou para o trabalho na seara que é grande mas que carece de ceifeiros. Daquele momento em diante comecei a me aproximar ainda mais dos estudos. Neste ínterim, estava liderando a juventude da igreja, e minha comunidade dava acenos de que me reconhecia como uma promissora liderança, isto começou a fortalecer em meu coração a ideia de ir a um curso formal de teologia preparar-me curricularmente para a missão de pastoreio, pregação e cuidado da igreja. Foi quando conversei com alguns pastores amigos, o que incluiu o Rev. Gabriel Aquino da Igreja Presbiteriana de Caçapava, que me acompanhou durante este processo todo, mesmo eu não sendo no início de sua igreja, e decidi encarar o bacharelado em teologia.

De lá para cá muita coisa aconteceu, formei-me, mudei de cidade, estou hoje na IPB de Caçapava, à frente de uma plantação de igreja na cidade de Cunha/SP, interior de São Paulo, sob a tutela do Rev. Gabriel e da Igreja Presbiteriana de Pinheiros do Rev. Arival. Em síntese, a minha porta de entrada para a teologia reformada não foi pelo viés da soteriologia (embora este viés tenha tido um papel importantíssimo posteriormente), mas pelo viés do impacto holístico do poder do evangelho em todos os campos da vida humana. Esta mensagem que expia o pecado do homem e o faz livre para viver a vida na sua totalidade para a glória de Deus, aqueceu sobremaneira meu coração, e fez-me direcionar convictamente todas as minhas forças e dias para poder proclamar o a graça poderosa que emana deste evangelho. Consigo perceber claramente que não fui eu quem encontrou esta mensagem nem o Deus dela, mas foi esta mensagem quem me encontrou e o Deus dela quem me acolheu graciosamente, perdoando meus pecados e enviando-me em seu nome a compartilhar de seu evangelho. Missionário Lucas Freitas

Desafios

Ser uma igreja acolhedora que, mediante a pregação da Palavra, transforma vidas e influencia a comunidade onde está inserida em todos os campos da existência humana. Atuar em obediência a Deus, como sal da terra e luz do mundo, através de ações concretas de evangelização, proclamação da palavra, e serviço ao próximo nas mais diversas esferas da vida cotidiana. Promover um ambiente de comunhão onde homens, mulheres, jovens, idosos e crianças possam amar a Deus acima de todas as coisas e cuidarem-se mutuamente em amor cristão para a glória da graça de Deus.

TIPO DE PROJETO

CONGREGAÇÃO PARCEIRA

FIQUE ATUALIZADO COM OS PROJETOS DA JMP

OBREIRO LOCAL

Lucas Freitas Barbosa

CONTATO

ENDEREÇO

Rua Cel. Macedo, 26 – Centro – Cunha/SP

HORÁRIOS DE CULTO

Quinta-feira às 20h – Oração

Domingos às 10h – Escola Dominical

Domingos às 19h30 – Culto Solene

MINISTÉRIOS

Hoje estamos promovendo aulas de violão para a juventude, além de trabalharmos pontualmente dentro da rede pública de escolas da cidade uma questão importantíssima que é a do Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Tivemos a grata oportunidade de falar a mais de 1300 jovens e adolescentes de toda a rede pública sobre esta delicada questão.

Queremos ainda, é claro, poder estabelecer trabalhos com a SAF, UMP, UCP, UPH, mas ainda não temos demanda para tal, o trabalho ainda é bem pequeno.